Nando Reis:

Publicado: 11/03/2011 em Biografias
Tags:

Nando Reis

O cara simplesmente tira onda.

Primeiro: Dá uma olhada em como era o Titãs com e agora sem Nando Reis. E sem contar que tem dedo do cara nas músicas Diversão, Marvin, O mundo é bão Sebastião, Os cegos do Castelo, Jesus não tem dentes no país dos banguelas, Igreja, e muitas outras músicas que não deu pra ter certeza da participação dele.

É inpossível falar de Nando Reis e não lembrar da época dos Titãns. O cara mandava bem na banda. Tava sempre lá com seu baixo e fazia o trabalho direito. Ele se destacou bastante no início da carreira dos Titãs… Curto os slaps com wahwah no final de Bichos Escrotos. Família é legal também. Tem umas linhas bem criativas. Muito antes de eu me imaginar um baixista, eu ouvia falar bem do Nando Reis. Pouco se ouvia falar sobre baixistas, e ele se destacava nesse meio.

Nunca foi um cara virtuoso mas, sempre teve boas levadas e timbres bonitos.

Hoje, Nando Reis leva carreira solo, longe do Titãs (que a muito tempo não aparece).

Uma fonte do Wikipedia pra vocês:

Nando Reis - Biografia:

José Fernando Gomes dos Reis, conhecido como Nando Reis (São Paulo, 12 de janeiro de 1963), é um cantor, violonista e compositor brasileiro.

Ex-baixista da banda de rock Titãs, emplacou vários sucessos e hoje segue em carreira solo, atualmente acompanhado pela banda Os Infernais. Gosta de futebol, torce pelo São Paulo Futebol Clube e mantém uma coluna semanal sobre este tema no jornal O Estado de S. Paulo.

Nando tem cinco filhos: Theodoro, Sophia, Sebastião, Zoé e Ismael. Sua primeira neta Luzia, filha de Theodoro nasceu em 2010.

Nando Reis saiu dos Titãs após a gravação do álbum A Melhor Banda de Todos os Tempos da Última Semana, e ficou conhecido como um dos maiores compositores da sua geração, compondo sucessos como “Diariamente” (com sua ex-namorada Marisa Monte), “All Star”, “O Segundo Sol” e “Relicário”, gravados por Cássia Eller; “Resposta” e “É Uma Partida de Futebol”, gravados pelo grupo mineiro Skank; “Do Seu Lado”, gravado pelo também mineiro Jota Quest e “Onde Você Mora?”, gravado pelo grupo Cidade Negra. Isso sem falar na vasta coleção de hits compostos durante sua permanência nos Titãs, como “Igreja”, “Os Cegos do Castelo” e “Jesus não tem dentes no país dos banguelas”.

Atualmente é um dos 10 maiores arrecadadores de direitos autorais no Brasil.

Discografia (fora dos Titãns):

Álbuns solo (Com Os Infernais):

  • 12 de Janeiro (1995)
  • Para Quando o Arco-Íris Encontrar o Pote de Ouro (2000)
  • Infernal (2001)
  • A Letra A (2003)
  • MTV Ao Vivo (2005- 2x Gold, 2x Platinum[2])
  • Sim e Não (2006)
  • Luau MTV (2007 – Gold, Platinum)
  • Drês (2009)

Albuns produzidos por ele:

  • Ben Jor – Jorge Ben Jor (1989)
  • Vange – Vange Leonel (1991)
  • NOMAD – Nomad (1994)
  • Maskavo Roots (1995)
  • Com Você…Meu Mundo Ficaria Completo – Cássia Eller (1999)
  • Acústico MTV – Cássia Eller (2001)
  • Dez de Dezembro – Tribute to Cássia Eller (2002)
  • Squadra – Squadra (2002)

Nando Reis - Baixo

 

Um abraço a todos.

Léo Werneck – The bass.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s