Post especial Cliff Burton – Metallica – R.I.P.

Publicado: 27/09/2012 em Biografias, Histórias
Tags:

Boa tarde queridos leitores!

Hoje fazem 26 anos da morte de um baixista que foi um ícone da nossa classe: Cliff Burton.

Clifford Lee “Cliff Burton”

Clifford Lee “Cliff” Burton (Castro Valley, 10 de fevereiro de 1962 — Ljungby, 27 de setembro de 1986) foi um baixista americano que ficou conhecido por seu trabalho na banda de heavy metal Metallica, de 1982 a 1986. Como instrumentista ele era conhecido por seu estilo, que fazia uso de distorção e outros efeitos, muitos dos quais de uso na guitarra, como em sua canção mais característica, “(Anesthesia) Pulling Teeth”.

A influência inicial de Cliff foi essencial para a criação do estilo musical do Metallica. Ele uniu-se à banda em 1982 e participou de seu álbum de estréia, Kill ‘Em All, o qual continha canções escritas antes de sua chegada. Sua influência nas composições é mais notada no álbum seguinte, Ride the Lightning. Seu último álbum, Master of Puppets, foi sucesso comercial e de crítica.

Cliff Burton

Biografia

Clifford Lee Burton nasceu em 10 de fevereiro de 1962 na cidade de Castro Valley, CA, EUA filho de Jan e Ray Burton. Ele teve dois irmãos mais velhos, Scott e Connie. Seu interesse por música teve início quando seu pai lhe mostrou o Jazz, e ele começou a ter aulas de Teclado.

Na adolescência, o interesse de Cliff pela música clássica foi direcionado para o jazz, seguindo depois para o heavy metal. Ele começou a tocar baixo aos 13 anos, após a morte de seu irmão Scott. Cliff teve aulas com Steve Doherty, do ABC Music Studio. Segundo seus pais, Cliff disse que “seria o melhor baixista por seu irmão.” Ele praticava cerca de seis horas por dia.

Após terminar o ensino médio na escola de Castro Valley em 1980, Cliff estudou música no Chabot Junior College, no noroeste da Califórnia. Um de seus colegas foi Jim Martin, ex-guitarrista do Faith No More, com quem Cliff tocou em uma de suas bandas, Agents of Misfortune. Esta banda entrou no concurso “Batalha das Bandas” e uma apresentação foi gravada, mostrando o estilo de Cliff na época. Também é possível ver nesse vídeo partes do que seriam duas músicas do Metallica: (Anesthesia) Pulling Teeth e a introdução de For Whom the Bell Tolls. Cliff juntou-se à sua primeira grande banda, Trauma, em 1982.

R.I.P.

Morte

Durante a parte européia da turnê Damage Inc., que promovia o álbum Master of Puppets, a banda percebeu que dormir em cubículos de seu ônibus era desconfortável. Como uma solução paliativa, os membros tiravam a sorte nas cartas todas as noites para que um deles dormisse no beliche de cima, mais confortável. Na noite de 27 de setembro de 1986, Cliff ganhou nas cartas com um ás de espadas. O jogo foi a última conversa de Cliff.

Cliff estava dormindo quando, de acordo com o motorista, o ônibus da banda derrapou no gelo acumulado na pista e capotou na grama na comuna de Ljungby, perto de Dörarp, numa região rural do sul da Suécia. Cliff, no beliche de cima, foi jogado para fora do ônibus, que ao capotar caiu em cima dele, matando-o.Um pedaço do ônibus que o estava suspendendo parcialmente ainda cedeu, fazendo com que o ônibus se movesse em cima do corpo de Cliff novamente.

James Hetfield disse mais tarde que ele primeiro achou que o motorista estivesse bêbado, ou que ele tivesse sido negligente, e caminhou longas distâncias pela estrada tentando ver o gelo na pista. Entretanto, a embriaguez do motorista nunca foi provada, e este foi inocentado pelo acidente.

O corpo de Cliff foi cremado e suas cinzas foram jogadas em Maxwell Ranch.Durante a cerimônia, o instrumental “Orion”, do Master of Puppets foi tocado. Cliff nunca chegou a tocar a canção ao vivo, e o Metallica jamais a havia tocado até 3 de junho de 2006, no festival Rock Am Ring, em Nurburgring, quando eles tocaram o álbum inteiro para marcar os 20 anos de seu lançamento. Até então, apenas trechos da música haviam sido tocados. Durante os anos 90, o sucessor de Cliff, Jason Newsted, frequentemente usava a melodia de baixo nas improvisações.

Influência

Cliff Burton citava baixistas como, Geezer Butler, Phil Lynott, Geddy Lee, Lemmy Kilmister e Stanley Clarke como suas influências. Ele também citou guitarristas como Ritchie Blackmore, Alex Lifeson, Ulrich Roth, Jimi Hendrix e Tony Iommi como influências.

James Hetfield admitiu que a influência de Cliff foi fortemente responsável pela imagem e música iniciais do Metallica. Um pianista clássico, Cliff fez uso de seu conhecimento teórico nas composições da banda, tanto no baixo quanto ensinando a Hetfield teoria e harmonia. James disse que “sem Cliff, eles não estariam onde estão hoje.”

O interesse de Cliff pelos livros de horror de H. P. Lovecraft resultaram em duas canções do Metallica: “The Call of Ktulu” e “The Thing That Should Not Be.” A banda também afirmou que seu gosto pelo Misfits, Samhain e tudo envolvendo Glenn Danzig veio diretamente de Cliff Burton. A influência persiste desde então, e o Metallica excursionou pelos Estados Unidos no verão de 1994 com o Danzig como uma das bandas de abertura. Em umas poucas ocasiões, o próprio Glenn Danzig subiu ao palco com o Metallica quando elestocavam algum cover do Misfits.

Vídeo

Rest In Peace Cliff!

Léo Werneck – The Bass

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s